Programa de Suporte ao Tratamento do Zumbido

O que é o Programa de Suporte ao Tratamento do Zumbido?

O Programa de Suporte ao Tratamento do Zumbido é um tipo de terapia oferecida exclusivamente pelas revendas Siemens de aparelhos auditivos. O objetivo desse tratamento aos sintomas é melhorar a reação do paciente em relação aos sintomas do zumbido. Qualquer pessoa que possua zumbido e apresente reação negativa a ele pode ser um ouvinte normal, com algum grau de perda auditiva ou hiperacusia. As atividades parte deste Programa foram desenvolvidas com base no protocolo Tinnitus Activities Treatment, desenvolvido pelo Dr. Richard Tyler da Universidade de Iowa nos Estados Unidos. O tratamento envolve aconselhamento e terapia sonora, a qual dependendo do caso pode envolver somente o uso de próteses auditivas, somente o uso de gerador de som, uso combinado e/ou geradores externos de som. Destacamos que o tratamento do zumbido propriamente dito, ou seja, tudo o que se refere ao seu diagnóstico, assim como tratamento da causa deve ser SEMPRE coordenado por um médico otorrinolaringologista.

Siemens Life

Os aparelhos auditivos Siemens Life são uma opção de tratamento junto às atividades do Programa de Suporte ao Tratamento do Zumbido. Essa linha de aparelhos auditivos oferece a combinação de 3 produtos em um só: -aparelho auditivo para pessoas com perdas auditivas; -gerador de som para tratamento de zumbido (para casos de hiperacusia e audição normal) -modo combinado: aparelho auditivo e gerador de som ao mesmo tempo.

Importante:

O Programa de Suporte ao Tratamento do Zumbido é uma terapia de suporte aos sintomas do zumbido e não uma cura para as causas. O primeiro passo no tratamento do zumbido é a consulta a um médico otorrinolaringologista. Ele é o profissional responsável pelo diagnóstico e indicação do melhor tratamento, que pode envolver profissionais tais como psicólogos, fonoaudiólogos, neurologistas, nutricionistas, fisioterapeutas.

Advertisements

Prevenção ao Zumbido: é possível evitar!

Zumbido-no-ouvido.gif2

 O zumbido, quando causado por fatores externos, pode ser facilmente prevenido:

– Use proteção nos ouvidos se você trabalha em locais com muito barulho, como no meio da rua ou em casas noturnas. Esteja particularmente atento se você trabalha com música, serrotes, serras elétricas, britadeiras ou outros aparelhos barulhentos.

– Escute música em volumes baixos. Fique atento ao volume de aparelhos com fones de ouvido para que eles não prejudiquem sua audição.

– Fique atento à sua pressão sanguínea e sua saúde cardíaca. Aumentos na pressão do sangue causam zumbidos.

– Controle seu peso e pratique exercícios. Essas práticas ajudam no controle da pressão sanguínea. Não exagere no álcool, açúcar e cafeína. Esses produtos podem piorar o zumbido.

– Evite que cera demais se acumule no seu ouvido. Faça limpezas periódicas e mantenha sempre uma boa saúde auditiva.

– Evite fumar. O tabagismo aumenta a pressão sanguínea e é um fator de predisposição para o zumbido.

Controle do zumbido: aprenda a lidar com o zumbido

O zumbido pode ser tratado mesmo se não existe uma causa determinada. Existem muitas maneiras do paciente lidar com a sua condição – mudanças de hábitos e atitudes para que o zumbido não tome o controle de suas vidas.

A chamada “terapia cognitivo-comportamental” por exemplo, é muito promissora. Sua linha de raciocínio e percepções tem um papel decisivo nesse método. As sessões de terapia tem conteúdo variado e promovem a auto-ajuda. A terapia tem como foco informações orientadas, análise do comportamento pessoal, prática de exercícios e experiências positivas. A terapia congnitivo-comportamental concentra-se nos seguintes aspectos:

Aprender mais

  • Explicações detalhadas do sintoma zumbido: verdades e mentiras
  • Por que é tão importante não ouvir o zumbido; qual o papel das nossas emoções e sentimentos?
  • Qual o papel do stress no que diz respeito ao zumbido?

Mudar hábitos

  • Aprender métodos de relaxamento
  • Praticar viagens imaginárias para evocar emoções positivas
  • Transformar pensamentos e atitudes negativas em um pensamento útil (“eu posso vencer o zumbido”)
  • Modificar hábitos que estimulam o zumbido, por exemplo: reduzir seu círculo de amizades, evitar atividades
  • O que fazer se o zumbido aparecer de novo (técnicas de habituação)

Reaprender a ouvir

  • Estimulação acústica e treinamento para o uso de aparelhos auditivos, geradores de som, dispositivos combinados ou outras fontes sonoras para desviar a atenção do zumbido.

Quer saber mais? Entre em contato com a AUDILOG e pergunte sobre a Terapia de Suporte ao Zumbido da Siemens.

As causas do Zumbido

webq16

Zumbido é um sintoma e não uma doença!

O zumbido é um indicativo de problemas no sistema de processamento do som e também pode estar relacionado a uma variedade de doenças. A maioria das pessoas que sofrem com o zumbido também tem dificuldades de audição.

Além dos danos ao sistema auditivo, o zumbido também pode ser causado por uma disfunção dentária (o bruxismo, por exemplo) e dor cervical crônica.

Apesar do stress ser a causa mais comum de zumbido, não há base científica que possa comprovar a ligação entre zumbido e stress. Mas o zumbido pode causar stress. Ruídos agudos são mais percebidos quando a pessoa está tensa.

Alguns medicamentos podem desencadear o zumbido. Uma vez que o uso da medicação é interrompido, o zumbido normalmente desaparece também. Mas alguns medicamentos podem causar danos irreparáveis, que podem resultar em zumbido permanente.

Outras causas relacionadas são: perda da audição, doenças neurológicas, acúmulo de cera no ouvido, depressão e dieta inadequada.

 

 

 

O Zumbido e seus sintomas

zumbido-1024
Zumbido, acúfeno ou tinido (tinnitus, em inglês) é um som percebido nos ouvidos ou na cabeça sem que haja uma fonte sonora ao redor. É um sintoma (e não uma doença!) que geralmente tem origem em algum ponto da via audita, podendo estar frequentemente associado a algumas condições de saúde.
De acordo com pesquisa da American Public Health Agency, é o terceiro sintoma que mais causa incômodo perdendo apenas para dor e tontura intensas e intratáveis. Não tão raro, acomete 17 a 24% da população em alguns países. Possivelmente, pelo menos 28 milhões de brasileiros já vivenciaram este sintoma em alguma circunstância.
Muitos indivíduos apresentam o zumbido associado a outros sintomas como perda auditiva (90%), tontura, vertigem e intolerância a sons (20 a 40%), tendo sua qualidade de vida prejudicada substancialmente.
Embora este quadro possa parecer dramático, raramente está relacionado a causas graves e pode ter solução na maioria das vezes, merecendo assim, uma investigação detalhada e personalizada para que seja escolhido o tratamento adequado para cada caso.

Novembro Laranja: abrace esta ideia!

 

03 DE NOVEMBRO

Inspirada na Campanha Outubro Rosa – Campanha de Prevenção do Câncer de Mama, a AUDILOG embarcou no Novembro Laranja, uma Campanha Nacional de Alerta ao Zumbido para popularizar a realidade preocupante do aumento de zumbido no ouvido, em especial entre os jovens. Durante todo o mês de novembro, abordaremos os sintomas do zumbido, formas de prevenção e os tratamentos disponíveis no mercado.

A Campanha Nacional de Alerta ao Zumbido é organizada pela APIDIZ (Associação de Pesquisa Interdiciplinar e Divulgação do Zumbido) e pelo Instituto Ganz Sanchez (primeiro centro latino americano totalmente especializado em zumbido). Desde 2006 a data escolhida para ser reconhecida como o Dia Nacional de Conscientização sobre Zumbido foi 11/11. Logo após o Dia Nacional de Combate à Surdez, pois o zumbido pode ser um alerta para identificar e tratar quem pode vir a sofrer perda auditiva.