Pai tatua aparelho auditivo na cabeça para apoiar filha deficiente

pai-e-filha

Pai tatua aparelho auditivo na cabeça para apoiar filha deficiente

O neozelandês Alistair Campbell teve uma verdadeira atitude de paizão. Para apoiar sua filha Charlotte, de seis anos, que é deficiente auditiva, ele tatuou um aparelho auditivo igual ao dela na cabeça.

Segundo informações do site “NZ Herald”, a garota Charlotte era surda até receber seu primeiro implante, no ouvido esquerdo, quando tinha 4 anos. Só que recentemente, ela recebeu o segundo implante, no ouvido direito.

Segundo a publicação, ao ver a tatuagem Charlotte riu, tocou a cabeça do pai e disse que tinha achado “legal”.

Coisa mais fofa, não?

Fonte: Portal Vírgula

Advertisements

Dicionário de Libras on-line: Acesse já!

libras_02

LIBRAS é um dicionário de importância singular quando o assunto é comunicação e inclusão social. O website traz um dicionário online absolutamente completo, gratuito e muito interessante de Libras, a língua brasileira de sinais.

Destinado à comunidade surda, familiares, amigos, educadores e qualquer pessoa que deseja transpassar a barreira do som para se comunicar, LIBRAS pode ser de grande utilidade. Através dele você poderá aprender sobre a Língua Brasileira de Sinais de maneira completa e interativa, tirar dúvidas e checar informações sobre o assunto sempre que desejar ou precisar. Para isso, basta ter acesso a um computador com internet.

Um dicionário de sinais

LIBRAS funciona de fato como um dicionário, só que muito mais completo que os tradicionais. Através dele, é possível encontrar definições de centenas de palavras e a língua gestual através da qual cada uma delas é expressa. Além disso, é disponibilizado o sinal simples com a mão, a classe gramatical e origem da palavra, assim como um exemplo de frase onde ela pode ser empregada, escrita e adaptada para a linguagem de sinais.

Ilustrativo ao máximo

Ao contrário de dicionários encontrados em livros e inclusive na web, LIBRAS permite um estilo de estudo mais ativo e compreensível. Uma das características mais interessantes é a utilização não de imagens estáticas ou desenhos, mas vídeos para expor a expressão em linguagem de sinais.

Acesse já: http://www.acessobrasil.org.br/libras/

Nível de ruídos dos brinquedos pode afetar audição dos bebês

286261_Papel-de-Parede-Lindo-Bebe-de-Olhos-Azuis_1920x1200 (1)

Para proteger a audição das crianças é necessário que os pais estejam atentos ao nível de ruído dos brinquedos, não devendo ultrapassar 80 decibéis. Caso a intensidade seja maior, a criança pode sofrer perda auditiva, sendo em alguns casos, irreversível.

O tempo de exposição também deve ser levado em consideração, ainda que o aparelho esteja abaixo do limite. Também é importante evitar que o som fique ligado durante o sono da criança, principalmente quando está próximo do travesseiro.

Universidade de Roraima desenvolve termômetro para alunos com deficiência visual e auditiva

termometro-170supermedy-208546600

Um termômetro que ajudará alunos cegos e surdos em laboratórios das escolas da rede pública de ensino de Roraima foi apresentando por professores do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (Pidib) da Universidade Estadual de Roraima (UERR). O equipamento, que emite som e vibra, foi desenvolvimento em parceria com acadêmico da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Uma das idealizadoras do projeto, a professora Régia Chacon, contou ao G1 que três professoras desenvolveram o termômetro com base na realidade já existente entre alunos com deficiência. “Tínhamos um problema”, referindo-se aos alunos cegos ou surdos que ficavam prejudicados nas experiências de laboratório por não disporem de equipamentos adaptados.

“O termômetro, de acordo com a escala, emite sons em código morse, vibra e emite um sinal luminoso na medida que a temperatura vai aumentando. Com isso o aluno tem o controle do material que está trabalhando”, explicou.

Segundo Régia, o projeto começou a ser desenvolvido em maio de 2014. “Entramos em contato com o aluno de engenharia de automação da UFMG e ele fez a parte que nós não sabíamos fazer, a programação. Depois que tínhamos todo o material em mãos o equipamento ficou pronto em uma semana”.

O valor para produzir cada termômetro é baixo, conforme informou a professora. “Ele custa em torno de R$ 50. É bem acessível”, disse Régia. Após a fase de testes, o protótipo será patenteado e ainda deve demorar um tempo para chegar às escolas.

Pidid
O Pibid é desenvolvido na UERR e, desde 2010, conta com 39 subprojetos já implementados. Neste período já foram concedidas 721 bolsas para acadêmicos e supervisores.

Segundo o coordenador institucional do programa, Wanderley Almeida, 21.630 alunos já foram acompanhados no processo de escolarização nas mais diversas atividades na rede pública estadual de educação básica nos campi de Alto Alegre, Boa Vista, Pacaraima e Rorainópolis.

Fonte

Entendendo o Selo de Ruído

ruído

Desde o ano passado,  liquidificadores, secadores de cabelo e aspiradores de pó são fabricados e importados com o novo Selo Ruído do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro). O objetivo é diminuir o excesso de ruído emitido pelos eletrodomésticos e estimular a indústria a fabricar aparelhos mais silenciosos.

O novo selo colorido tem marca do Inmetro e do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). Ele classifica os decibéis de 1 (mais silencioso) a 5 (menos silencioso) e deverá estar colado na embalagem para informar ao consumidor a potência sonora do produto. O selo indica de forma simples o nível de ruído para que o consumidor possa escolher os aparelhos mais silenciosos.

Conheça a evolução das tecnologias Siemens Auditivos

history-overview_1878-1959_596px

1878 Phonophor
Desenvolvemos a primeira solução técnica para a perda auditiva.

1910 Primeira linha de aparelhos auditivos
Iniciamos a primeira produção serial de aparelhos auditivos.

1949 Phonophor Alpha
Apresentamos o primeiro aparelho auditivo que cabe no bolso.

1959 Auriculette 326
Lançamos o primeiro aparelho retro-auricular.

2

1966 Siretta 339
Apresentamos o primeiro aparelho intra-canal.

1987 Telos
Lançamos o primeiro controle remoto para aparelhos auditivos do mundo.

1997 Prisma
Lançamos o primeiro aparelho digital com com sistema de microfone direcional Twin Mic.

2002 Triano
Lançamos o primeiro aparelho auditivo com três microfones.

3

2004 Acuris™
Lançamos o primeiro aparelho auditivo com sistema sem fio, e2e wireless™, pequeno o suficiente para caber em aparelhos intracanal.

2005 iScan™
Apresentamos o primeiro scanner de moldes para pequenos centros auditivos.

2006 Centra
Lançamos o primeiro aparelho do mundo que aprende as preferências do usuário.

2008 Siemens Tek™
Lançamos o revolucionário sistema sem fio que permite aos usuários acessar seus dispositivos favoritos de áudio.

4

2010 BestSound™ Technology
Melhoramos o som dos seus aparelhos auditivos com uma qualidade nunca antes vista.

2011 Aquaris™
Apresentamos ao mundo o primeiro aparelho auditivo digital à prova d’água.

2012 micon™ 
Apresentamos a sua nova tecnologia com 48 canais – um recorde mundial!

2013 Nitro micon™
Oferecemos um novo aparelho auditivo potente para perdas profundas.

Quase 30 milhões de brasileiros sofrem de deficiência auditiva

SURDEZBrasil

Pesquisas da Organização Mundial da Saúde (OMS) mostram que 28 milhões do total de 190 milhões de pessoas possuem problemas ligados à audiҫão no Brasil. Isto significa 14% da populaҫão brasilieira.

Presquisas do IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatistica, mostram que 9,8 milhões de brasileiros sofrem de deficiência auditiva. Este número representa 5,2% da populaҫão brasilieira,da qual 2,6 milhões são surdos e 7,2 milhões apresentam grande dificuldade para ouvir.

Além disso, estima-se que cerca de 20% das crianҫas brasileiras com idade  pré-escolar sofrem  de alguma deficiência auditiva.

Pesquisas apontam que estes números devem somente aumentar, além disso  de 15% a 20% da populaҫão brasileira sofre de algum tipo de zumbido, um número que corresponde a um quinto da população brasileira.

Este número representa 5,2% da populaҫão brasilieira,da qual 2,6 milhões são surdos e 7,2 milhões apresentam grande dificuldade para ouvir.

Além disso, estima-se que cerca de 20% das crianҫas brasileiras com idade  pré-escolar sofrem  de alguma deficiência auditiva.

Pesquisas apontam que estes números devem somente aumentar, além disso  de 15% a 20% da populaҫão brasileira sofre de algum tipo de zumbido, um número que corresponde a um quinto da população brasileira.