Universidade de Roraima desenvolve termômetro para alunos com deficiência visual e auditiva

termometro-170supermedy-208546600

Um termômetro que ajudará alunos cegos e surdos em laboratórios das escolas da rede pública de ensino de Roraima foi apresentando por professores do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (Pidib) da Universidade Estadual de Roraima (UERR). O equipamento, que emite som e vibra, foi desenvolvimento em parceria com acadêmico da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Uma das idealizadoras do projeto, a professora Régia Chacon, contou ao G1 que três professoras desenvolveram o termômetro com base na realidade já existente entre alunos com deficiência. “Tínhamos um problema”, referindo-se aos alunos cegos ou surdos que ficavam prejudicados nas experiências de laboratório por não disporem de equipamentos adaptados.

“O termômetro, de acordo com a escala, emite sons em código morse, vibra e emite um sinal luminoso na medida que a temperatura vai aumentando. Com isso o aluno tem o controle do material que está trabalhando”, explicou.

Segundo Régia, o projeto começou a ser desenvolvido em maio de 2014. “Entramos em contato com o aluno de engenharia de automação da UFMG e ele fez a parte que nós não sabíamos fazer, a programação. Depois que tínhamos todo o material em mãos o equipamento ficou pronto em uma semana”.

O valor para produzir cada termômetro é baixo, conforme informou a professora. “Ele custa em torno de R$ 50. É bem acessível”, disse Régia. Após a fase de testes, o protótipo será patenteado e ainda deve demorar um tempo para chegar às escolas.

Pidid
O Pibid é desenvolvido na UERR e, desde 2010, conta com 39 subprojetos já implementados. Neste período já foram concedidas 721 bolsas para acadêmicos e supervisores.

Segundo o coordenador institucional do programa, Wanderley Almeida, 21.630 alunos já foram acompanhados no processo de escolarização nas mais diversas atividades na rede pública estadual de educação básica nos campi de Alto Alegre, Boa Vista, Pacaraima e Rorainópolis.

Fonte

Advertisements

Linhas de financiamento para aparelhos auditivos

dinheiro para colorir (2)

Pouca gente sabe, mas é possível financiar aparelhos auditivos, órteses, próteses e elevadores adaptados para domicílios, através da linha Banco do Brasil (BB) Crédito Acessibilidade.
A linha BB Crédito Acessibilidade tem taxa de juros de 0,57% ao mês para quem recebe até cinco salários mínimos ou 0,64% mensais para quem recebe mais de cinco e até 10 salários mínimos. O financiamento pode ser de até 100% do valor do bem ou serviço, com limite máximo de até R$ 30 mil por pessoa e prestações debitadas diretamente na conta corrente. O prazo é de quatro a 60 meses e a primeira prestação pode ser paga em até 59 dias.

O BB é o único banco a oferecer essa modalidade de crédito com recursos do microcrédito. O público-alvo são os correntistas do BB com renda de até 10 salários mínimos e limite de crédito disponível.

Mais informações: http://www.bb.com.br

Conheça o aparelho auditivo mais discreto do mundo

30 de Abril

A Siemens inova e lança o menor aparelho da categoria RIC do mundo, o Ace micon. Sua tecnologia avançada oferece a máxima discrição e uma experiência de audição excelente, para que você possa aproveitar cada momento com total confiança. Um aparelho auditivo incrivelmente pequeno e discreto, e com recursos exclusivos que aumentam a compreensão de fala e clareza no entendimento.

Ace micon vem impressionando pelo seu tamanho reduzido e tecnologia avançada BestSound que adapta-se desde o início às necessidades do usuário que vai usar aparelho pela primeira vez como para os mais experientes, trazendo um som ainda mais natural.
Com o Ace micon, não há mais necessidade de escolher entre discrição e funcionalidade. Agora é possível ter os dois com o mesmo aparelho.

O Ace micon foi projetado para aprender e lembrar das preferências acústicas do usuário em todas as situações, ele analisa os sons do ambiente e ajusta-se inteligentemente, filtrando o ruído indesejado para entregar um som tão natural que somado ao seu design praticamente imperceptível é fácil esquecer que se está usando um aparelho auditivo.

Cuidando do seu aparelho auditivo

Evitando danos por umidade

  • O mais importante é lembrar que seu aparelho auditivo não pode ser molhado. Assim como qualquer outro aparelho eletrônico, o aparelho auditivo pode ser danificado pela umidade. Com uma exceção: Aquaris™ não é apenas resistente à água, mas à prova d’ água até um metro de profundidade.
  • Uma vez que os aparelhos auditivos são usados em contato com o seu corpo, a umidade não pode ser completamente evitada. A transpiração ou poeira também podem acontecer. A natureza é também imprevisível; você nunca sabe quando estará no meio de uma tempestade.
  • Para prevenir danos ao seu aparelho auditivo, sistemas especiais de limpeza e desumidificação foram desenvolvidos como desumidificador, sílica etc.

  • Recomendamos que você guarde seu aparelho auditivo, antes de dormir, em um lugar seco. Você deve lembrar de abrir a gaveta de bateria antes de colocar o aparelho no desumidificador para que a umidade seja absorvida mais facilmente. Se você está usando um carregador como o eCharger™ seus aparelhos serão desumidificados ao mesmo tempo que estão carregando. Basta colocá-los no eCharger durante a noite.
  • Se a parte externa dos aparelhos não está limpa, você pode utilizar uma flanela para limpá-lo.

Perda Auditiva Condutiva

perda_auditiva

perda auditiva condutiva é causada por problema na orelha externa ou média. Com uma perda condutiva, as ondas sonoras são bloqueadas conforme elas se movem através da orelha externa e média. Desde que o som não possa ser conduzido eficientemente, a energia sonora que chega à orelha interna é fraca ou baixa. Uma perda auditiva condutiva pode ser resultado de uma infecção, acúmulo de cera excessiva, fluido na orelha média, problemas nos ossículos da orelha média, perfuração de membrana timpânica ou um corpo estranho no canal auditivo.

Sintomas que podem aparecer:

– Perceber a fala ou outros sons fracos ou abafados,

– Dor de ouvido ou secreção,

– Vermelhidão ou inchaço na orelha externa,

– Pressão ou sensação de ouvido tampado.

Perda auditiva sensorioneural em crianças: o que você precisa saber!

problemas-auditivos-290x290

perda auditiva sensorioneural é causada por problemas na orelha interna (ausência ou lesão das células sensoriais auditivas). A onda sonora viaja normalmente através da orelha externa e média, porém, a orelha interna é incapaz de captar as vibrações ou é incapaz de enviar as vibrações para o cérebro. Ela geralmente ocorre nas duas orelhas.

Uma perda sensorioneural pode ser resultado de infecção, doenças, algumas drogas, ruído excessivo, problemas no nascimento e idade.

Sintomas que podem aparecer:

– Perceber a fala ou outros sons distorcidos ou não estão claros,

– Dificuldade em ouvir alguns sons (principalmente sons agudos),

– Ouvir um zumbido constante ou periódico,

– Dificuldade de entendimento da fala na presença de ruído.

Evento Siemens 2015

A nossa primeira  ATUALIZAÇÃO PARA RELAÇÕES PÚBLICAS (RP) do ano de 2015 foi um sucesso!

 Estiveram presentes donos de revenda, gestores e RPs, além do staff Sivantos Brasil.

unnamed (1)

Fernando Dutenhefner, CEO da Sivantos Brasil, abriu o evento falando sobre o grupo EQT e a nova Empresa, com todos os desafios e oportunidades. Foi um momento muito importante onde todos puderam alinhar o discurso.

unnamed (2)

Em seguida, Carlos Ribeiro – desenvolvedor de negócios Siemens – apresentou  dados importantes para o trabalho de expansão como mercado potencial global e por região. Todos os participantes receberam informações valiosas para serem trabalhadas em suas regiões, visando o desenvolvimento de suas revendas.

Um dos momentos mais ricos foi a troca de experiência, onde convidados puderam compartilhar boas práticas.

unnamed (6)

Vanessa Castilho, sócia-administradora da Audilog Campinas SP, apresentou uma nova forma de atuação de um RP: expansão dos canais de venda. Vanessa apresentou a sistemática da prospecção e manutenção do SUS e ainda deu a dica de venda para prefeituras.

Para falar sobre produtos, a Analista de Treinamento da Sivantos – Mônica Ferreira – apresentou os diferenciais da Siemens e nosso amplo portfólio. Com linguagem simples, Mônica deu dicas de como apresentar cada um dos produtos para a classe médica.

Tivemos um momento pra falarmos sobre Marketing. Gisele Munhóes apresentou o cronograma de eventos em 2015, assim como as estratégias planejadas e matérias disponíveis para divulgação dos nossos produtos e serviços.

Em breve muito mais!

unnamed (9)