A importância da cera do ouvido

Funcaocera_1804

Também chamada cerume, a cera é uma junção de gorduras e óleos que agem como proteção do ouvido. É produzida por glândulas do canal auditivo externo.

Sua função é proteger a fina camada dos tímpanos contra a água que pode conter detritos ou micro-organismos nocivos, além de reter poeira e partículas de areia.

Segundo a equipe de fonoaudiólogos da AUDILOG, deve-se ter muito cuidado ao remover a cera do ouvido, já que corre-se o risco de perfurar o tímpano. Além disso, a remoção do cerúmen deixa a orelha média e a orelha interna sujeita a organismos que podem causar infecções como a otite.

É recomendado que se limpe apenas a aurícula –  parte externa da orelha – e que se evite colocar no canal auditivo hastes flexíveis e demais objetos.

O que é a Síndrome de Asher?

Descubren-el-gen-que-causa-la-sordera-670x390

Síndrome de Usher é uma doença hereditária caracterizada pela deficiência auditiva e perda progressiva da visão. A perda da visão se dá devido à retinose pigmentar (RP), uma doença degenerativa da retina que geralmente aparece na adolescência ou início da idade adulta. O senso de equilíbrio também pode ser afetado. Os sintomas e o avanço da doença variam de pessoa para pessoa.

Existem pelo menos três formas diferentes de síndrome de Usher. Pessoas com síndrome de Usher tipo 1 (USH1C) geralmente nascem com perda auditiva severa e problemas com o senso de equilíbrio. Na síndrome de Usher tipo 2 (USH2), recém-nascidos podem ter deficiência auditiva de moderada a  severa. Um tipo mais rara, síndrome de Usher tipo 3 (USH3) foi documentada em 1995. Crianças com USH3 nascem normalmente com boa ou apenas comprometimento leve da audição. Sua audição e perda de visão é progressiva, começando por volta da puberdade. O equilíbrio também podem ser afetados.

Tratamentos

Uma intensa pesquisa está em andamento para descobrir as causas e tratamentos para todas as formas de RP. Os pesquisadores descobriram numerosas variações genéticas que causam a síndrome de Usher, permitindo a designação de uma variedade de subtipos. A terapia genética para substituir genes defeituosos está sendo estudada em ensaios pré-clínicos.

Os pesquisadores identificaram também uma terapia nutricional para retardar a taxa de perda de visão em alguns pacientes com RP. Embora não seja uma cura, eles descobriram que palmitato de vitamina A pode retardar a degeneração da retina em algumas pessoas com RP e síndrome de Usher tipo 2.

Além disso, muitos pesquisadores estão fazendo experiências com implantes de retina artificial. Os dispositivos são colocados sobre a superfície da retina e restauram de forma rudimentar a função da visão.

O que é frequência sonora?

onda11

O som é entendido como uma sensação auditiva, a qual é produzida por ondas sonoras. Estas ondas são geradas por objetos em vibração (ex. cordas vocais, instrumentos musicais, colunas de som) que provocam o movimento periódico ou oscilação das moléculas do meio envolvente (meios materiais – sólidos, líquidos ou gasosos). Estas moléculas, por sua vez, transmitem o seu movimento às moléculas “vizinhas” por meio de colisões entre partículas, levando a que a oscilação inicialmente produzida no “objecto” se propague através do espaço aberto, até chegar aos nossos ouvidos.

A frequência de uma onda sonora, é uma grandeza física ondulatória que indica o número de ciclos (oscilações) durante um período de tempo. Para determinar a frequência, basta calcular:

Frequência = número de oscilações / tempo (intervalo de tempo)

Unidades de medida mais usadas:

Hertz (Hz) que corresponde ao número de oscilações por segundo

Rotações por minuto (rpm) que corresponde ao número de oscilações por minuto

Os sons considerados “graves” são os sons com frequências mais baixas (vibrações lentas) e os sons considerados “agudos” são os sons com frequências mais elevadas (vibrações rápidas).

O período é o tempo de um ciclo completo de uma oscilação de uma onda.

Comprou o par, ganhou o TEK! Aproveite!

correto

Siemens Tek™

Seja um com o seu mundo.

Você vive em um mundo conectado.Móvel. Instantêaneo. Sempre ligado. Todo dia há uma nova maneira de se entreter, se informar, se conectar. O Siemens Tek™ conecta tudo sem fios ao seu aparelho auditivo – para uma experiência auditiva mais clara e simples.

Ace, tão pequeno que o segredo é só seu.

Siemens_AceMI_size

O mais discreto aparelho auditivo da Siemens, o Ace , se acomoda discretamente atrás da sua orelha, permitindo aproveitar cada momento com total confiança. Projetado para aprender e lembrar suas preferências acústicas em todas as situações, o Ace analisa os sons do ambiente e ajusta-se inteligentemente, filtrando o ruído indesejado para lhe entregar um som tão natural que é fácil esquecer que você está usando um aparelho auditivo. Desfrute o som da vida – do jeito que você quer!.

Benefícios

  • Design ultra pequeno e Kit Conversão para caixa
  • Novo miniReceptor – qualidade sonora excepcional, próxima ao natural
  • Recursos avançados BestSound™ Technology da Siemens
  • Microfones Direcionais para ajudar a dar foco na conversação
  • Botão de programa para controle opcional

Por que nossos ouvidos tapam quando vamos à praia?

DSC05985-500x375

Ao descer a serra a caminho do mar, é comum sentir o ouvido entupir ou ainda escutar sons abafados. Isso ocorre por causa da pressão atmosférica.

Chegando perto do mar, a pressão atmosférica se modifica, pois o ar (mistura de vários gases) no litoral é mais pesado do que em regiões altas. Quando a pressão atmosférica muda, é necessário que a pressão do ouvido médio se iguale à do externo.

Para ajudar o incômodo passar, podemos bocejar, ingerir líquidos ou mastigar algo. Desse modo, o ar é levado à parte média do ouvido, equilibrando a pressão. O mesmo fenômeno ocorre ao andar de avião ou nadar em grande profundidade.